Sobre a Dra. Andréa

Dra. Andréa Evangelista da Silva - CROSP 58363
- Especialista em Implantodontia e Prótese sobre Implante pela UNESP/SJC
- Graduada em Odontologia pela Universidade Paulista/SP
- Pós Graduada em Acupuntura e Medicina Chinesa pelo CEATA/SP
- Capacitada para uso de Toxina Botulínica e Preenchimento Orofacial

Atendimento Diferenciado e Especializado
Com mais de 20 anos de experiência, a Dra. Andrea Evangelista atua com equipe de profissionais especializados em diversas areas da odontologia e oferece a seus pacientes o melhor em técnicas, conforto e recursos para tratamentos relacionados à reabilitaçao oral, implantes e estética orofacial. 

ALIMENTAÇÃO: Líquido à pastosa nas primeiras 48 horas, a temperatura deverá ser de ambiente à gelada.

Abuse de vitaminas batidas no liquidificador, mingaus, sucos, sorvetes, purês e sopas (Fria).

Não mastigue alimentos que, de alguma forma possam ferir a região operada.

CUIDADOS COM A REGIÃO:

1- Terapia com frio (gelo) na região logo após o procedimento vai ajudar muito, o período devera ser de 10 minutos, com intervalo de 5 minutos. ( repita três vezes em cada aplicação). Tome cuidado com a pele, envolva a bolsa térmica ou o saco de gelo em uma toalha de rosto, passe hidratante no rosto, pois as vezes a região ainda está anestesiada e sem querer ocorrerá queimadura da região.

2- Às vezes o paciente sentirá um sangramento, a saliva ficará rosa. Não se preocupe, dobre uma gaze, coloque sobre o local operado e morda fazendo uma leve pressão. Caso o sangramento seja excessivo, procure o auxílio do dentista imediatamente.

3- Evite fazer bochechas nas primeiras 48 horas, pois os pontos poderão se soltar e ocorrerá sangramento.

4- Não coloque objetos na região nem mesmo os dedos ou a língua.

HIGIENIZAÇÃO: É de fundamental importância, evitando complicações e até mesmo o risco de infecção. Escove os dentes normalmente, mais na região do procedimento não passe a escova. Para higienizar a região operada utilize uma gaze embebida com anticéptico (lembre-se bochechos somente 48hs após à cirurgia).

ATIVIDADES FISICAS: Evite qualquer tipo de exercício físico, prática de esportes e exposição ao sol.

INCHAÇO E RIGIDEZ: Poderá correr inchaço na região. O pico máximo é de aproximadamente 48 hs e dura de 4 a 6 dias.

MEDICAÇÃO: Administre todas as medicações prescritas no horário, qualquer alteração contate o seu dentista.

OUTROS CUIDADOS

1- Em caso de enxerto, não assoe o nariz e não use descongestionante nasal sem orientação.

2- Eventualmente poderão ocorrer hematomas (manchas roxas). Essas manchas irão desaparecer com os dias.

3- Em caso de cirurgia de elevação do seio maxilar poderá ocorrer sangramento do nariz.

4- É muito importante que não se fume no período de reparação.

5- Não tomar banho quente e demorado nos primeiro 2 dias após a cirurgia.

6- Nunca se automedique.

Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.

Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que problemas menores se tornem sérios.

Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lance, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos aos ácidos da degradação dos alimentos.

Utilize produtos dentários que contenham flúor, incluindo o creme dental.

Certifique-se de que a água que suas crianças bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.


Entenda como é feita a Profilaxia: a limpeza dentária profissional

Com certeza você está com sua higiene dentária em dia, certo? Escova macia, pasta de dente e fio dental diariamente já fazem parte da sua rotina. Você também, certamente, já sabe que o acompanhamento e a profilaxia, aquela limpeza dental profunda e completa feita por um dentista, são importantes para manter a saúde bucal. Mas uma dúvida ainda é comum, como afinal é feita essa profilaxia? Confira neste post de hoje e entenda.

Profilaxia

É a limpeza dentária feita por um cirurgião dentista. Ela se difere da limpeza diária porque é feita com materiais e produtos específicos, encontrados apenas nos consultórios odontológicos. Este procedimento visa à prevenção de doenças gengivais e dentárias, como por exemplo, a CÁRIE e a GENGIVITE, pois os causadores dessas doenças – placa bacteriana e tártaro – são removidos. Além disso, durante a limpeza é possível remover as manchas dos dentes, causadas por alimentos e bebidas pigmentados, como café, chás, vinho, refrigerantes e também pelo fumo.

Além disso, o profissional higieniza individualmente cada dente e a parte mais interna e profunda da gengiva, o que a torna mais completa, detalhada e refinada e, por isso, tão procurada por quem quer manter a boca saudável e limpa.

O objetivo da profilaxia é manter a boca saudável e evitar riscos de doenças periodontais e bucais, como gengivites e cáries.

Um segundo objetivo da limpeza feita por um dentista é justamente o acompanhamento profissional. Suspeitas de cáries ou próteses mal adaptadas, por exemplo, seriam prontamente resolvidas.

Como é feita?

Os procedimentos mais comuns feitos na profilaxia são:

Tartarectomia

É sempre a primeira etapa da profilaxia.

Uma vez que não é possível remover tártaro apenas com escova e fio dental, o profissional usará um aparelho chamado ultrassom ou instrumentais curetas para fazer a raspagem e remoção destes tártaros.

Jateamento

Quando necessária, é feito logo após a tartarectomia.

A profilaxia poderá ser fortificada com o uso de um jato com bicarbonato de sódio, que tem como função a remoção de placa bacteriana e do tártaro; e também de polimento e proteção do dente.

Escovação completa

Caso o profissional ainda ache necessário, uma escovação completa será feita com uma escova parecida com escovas elétricas, só que profissionais, mais a utilização de uma pasta dental também encontrada apenas em consultórios odontológicos e uso de fio dental.

Flúor

A aplicação de flúor é o último procedimento. Tem como função manter o frescor da boca e devolver minerais, além de fortificar os dentes.

Com que frequência deve ser feita?

A frequência da profilaxia varia dependendo de cada caso. O mais comum é que seja feita de seis em seis meses.

Em casos que o dentista perceba um maior acúmulo de placa bacteriana e tártaro, poderá ser indicada uma frequência maior: de três em três meses, por exemplo. E em casos opostos, a profilaxia poderá ser feita uma vez por ano apenas.

Mas não se preocupe, seu dentista saberá definir o que é melhor para você. Mas você sabe com que frequência deve visitar o dentista?

Cuidados

É importante que o paciente, ao sair do consultório odontológico após a profilaxia, aguarde de uma a duas horas para se alimentar ou beber novamente para deixar o flúor penetrando e agindo por mais tempo.

A profilaxia de maneira alguma substitui os cuidados com a higiene bucal feita em casa diariamente, portanto o uso da escova, da pasta de dente e do fio dental de sua preferência deve continuar logo após cada refeição.

Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe seu comentário. E você, já agendou sua profilaxia? Se ainda não, consulte seu dentista.

Disponibilizamos de vários recursos para promover um sorriso mais bonito a nossos pacientes, podendo clarear os dentes escurecidos por tratatamento endondontico, antibióticos ou bebidas corantes, fechar pequenos diastemas (espaços entre os dentes), alinhar dentes apinhados, alterar o formato dos dentes, criar uma harmonia estética entre dentes e gengiva, repor dentes ausentes e realizar restaurações imperceptíveis.

Para tanto utilizamos recursos como materiais clareadores, facetas laminadas em porcelana, reconstruções em resinas de ultima geração, reconstruções em porcelana, coroas livres de metal, cirurgias gengivais, implantes dentais e ortodontia.

Após uma análise criteriosa através de documentação radiológica e fotográfica é estabelecido um planejamento clinico para cada caso, visando corrigir qualquer problema na harmonia e estética do sorriso.

Uma visita ao Cirurgião-Dentista pode ajudar no processo estético

Brasil sempre é destaque nos rankings mundiais de cirurgias plásticas, perdendo apenas para os Estados Unidos na quantidade de procedimentos realizados. São mais de 1 milhão de cirurgias todos os anos, sendo que as cirurgias faciais representam quase 50% dos procedimentos cirúrgicos estéticos mais realizados no Brasil. O que muitos não sabem, porém, é que muitas vezes uma visita ao Cirurgião-Dentista pode ajudar nesse processo estético, fazendo com que os procedimentos cirúrgicos sejam menos extensos, simplificando a correção de algumas imperfeições faciais.

Os dentes são responsáveis pela manutenção do tônus muscular, bem como do volume dos lábios e do não aparecimento dos sulcos ao lado do nariz, conhecido como bigode chinês. “Muitas vezes o paciente recorre às cirurgias plásticas ou procedimentos estéticos para corrigir os sinais de envelhecimento da face, principalmente aquelas rugas que aparecem ao redor da boca, conhecida como “código de barras”, sem antes visitar um Cirurgião-Dentista, mas em alguns casos o tratamento odontológico estético pode amenizar alguns problemas, reduzindo o tamanho das intervenções cirúrgicas.

Muitos médicos até recomendam uma visita ao Cirurgião-Dentista antes de qualquer intervenção cirúrgica, mas pela necessidade de remoção de cáries, bactérias e limpeza da boca, as quais podem trazer risco à cirurgia, por meio da intubação, permitindo a entrada de bactérias nas vias respiratórias, o que pode ocasionar pneumonias e outras doenças infecciosas. Cabe ao cirurgião plástico uma avaliação clínica identificando sinais de envelhecimento da face relacionado à perda dos dentes e orientar o paciente a procurar um Cirurgião-Dentista para recuperar os dentes antes de seus procedimentos, minimizando intervenções invasivas na face.

Os tratamentos odontológicos que permitem correções e melhorias faciais são muitos, como por exemplo, os procedimentos reabilitadores e estéticos, nos quais são utilizados laminados de porcelana que recobrem os dentes imperfeitos ou manchados possibilitando não só a melhoria de cor e luminosidade do sorriso, mas também a abertura do arco dental de forma que fique mais volumoso, ajudando a tonificar o lábio e eliminar as rugas.

Há também as reabilitações com implantes que são realizadas para reposição de raízes perdidas, enxertos ósseos para corrigir imperfeições e desníveis da gengiva ocasionadas por extrações traumáticas ou por infecções. “Tivemos casos onde a recuperação dos dentes diminuiu muito a necessidade de cirurgia plástica. Conseguimos eliminar a flacidez na região peri-bucal que era a queixa da paciente. Em outros casos, foram realizados apenas procedimentos complementares, como preenchedores, aplicação de toxina botulínica popularmente conhecida como botox, trazendo a completa satisfação do paciente”, disse a especialista.

O recomendado é que antes da realização de procedimentos estéticos inclua-se uma visita ao Cirurgião-Dentista, para que sejam corrigidos eventuais defeitos nos arcos dentários. Procedimentos como lifting, preenchimentos, bioplastia e, até mesmo as cirurgias plásticas realizadas no rosto, terão maior eficácia quando restabelecida a função e a estética dos dentes.

Agende sua avaliação

Rede Social